O barrete eclesiástico

A Amazônia brasileira não é mais católica, prelado critica Instrumentum Laboris do Sínodo
21 de agosto de 2019
Missa, Exorcismo e Sacramentos em Latim esmagam a cabeça do Diabo
22 de agosto de 2019

 

 

Qual o significado do Barrete Eclesiástico?

 

“A Liturgia Católica é rica em significados que nos remetem ao Céu!
O barrete, por exemplo, serve para que se entenda que o o sacerdote é ministro do Altíssimo e, em especial no Sacramento da Confissão, é juiz da Divina Misericórdia.

O barrete tem 4 ângulos para significar que o sacerdote deve pregar o Evangelhos nos 4 cantos da Terra.

O barrete tem 3 palas que representam a Santíssima Trindade, que é o primeiro de todos os Dogmas.

O clérigo deve pegar no barrete pela pala do meio que representa Cristo, Que nos deu a conhecer a Santíssima Trindade.

A cor do tecido e da borla está de acordo com a dignidade eclesiástica de quem o usar, pois representa a autoridade de quem o usa.

Os sacerdotes usam barrete todo preto; os cônegos e monsenhores possuem barrete preto com a borla violácea; os bispos e arcebispos usam barrete todo violácea; já os cardeais usam barrete todo vermelho e sem a borla.

O barrete possui um significado especial quando usado pelo sacerdote na confissão porque demonstra que é um juiz quando ouve alguém em confissão, representando Cristo, o Bom Juiz. Este é o único tribunal em que a pessoa entre culpada e sai inocente.

1 Comentário

  1. Eduan Lima disse:

    Ótimo artigo! Artigos como este nos ajudam a conhecer um pouco mais da beleza presente nos paramentos liturgicos, beleza que vai muito além do que os olhos podem ver, pois ela consiste também de um significado transcendente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *